FAMÍLIA É A MESMA COISA QUE SOBRENOME?

SobrenomesEm face às evoluções do século XXI, em especial ao crescimento populacional, família tornou-se, na visão de muitos, sinônimo de sobrenome. Seus descendentes, isto é, suas raízes, seu fundamento no mundo, são uma mera escritura legal introduzida na sua Certidão de Nascimento. No máximo, é levada em conta a genética, mas a herança cultural é vandalizada e esquecida por parte majoritárias dos jovens do século XXI.

Como um adolescente de 16 anos, reconheço que tenho encolhidos os meus laços de família tanto por parte de pai, quanto por parte de mãe. Não gostaria que fosse assim, mas assim é. Será que conhecer gerações passadas pode contribuir para o futuro? Como? Essa nostalgia de “ser Pereira” significa o que, afinal eu sou Pereira do Pajeú? Em até que ponto somos influenciados por nossos antecedentes?

Debatam essa e outas questões nesta página. Sintam-se à vontade para expressar as suas opiniões no espaço dos comentários.

Sou neto Deja Pereira e de Maria Pereira Nunes; esta do Exu Velho em Pernambuco e aquele de Brejo do Santo no Ceará. Sou bisneto de Joaquim Baião e descendente do Barão do Pajeú. Nasci e moro em Serra Talhada.

   

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *