ORIGEM DO SOBRENOME VALÕES

Na foto o Major Aureliano Pereira Valões, primeiro varão com o sobrenome “Valões”, ao seu lado sentada sua primeira esposa Dária Perpétua da Silva, e a outra, sua segunda esposa Maria José Pereira da Silva.

ALEXANDRE PEREIRA DA SILVA — filho do tronco dos Pereiras na Ribeira do Pajeú Pernambuco, O Capitão José Pereira da Silva (Zezinho) e Jacinta Océlia de Santo Antônio, ou Jacinta Rodrigues — foi morto pelos fanáticos do Reino Encantado da Pedra Bonita, em Vila Bela. Ele recebia uma publicação católica, edição especializada para as novenas de maio, que falava sobre a vida do beato francês Félix de Valois. Muito comovido com a história, ele falou para esposa e prima legítima Joana Mariano de Sá “Vou adotar este sobrenome para os nossos filhos”, surgindo assim, em 1829, seu segundo filho que recebeu o nome de Constância Pereira Valões; o terceiro foi Aureliano Pereira Valões, que nasceu em 1832.

AURELIANO PEREIRA VALÕES, foi o primeiro varão com o sobrenome “VALÕES”. Foi Major da Guarda Nacional, nasceu em 1832, falecendo em 1891. Primeiro casamento com Dária Perpétua da Silva e o segundo casamento com sua cunhada Maria José Pereira da Silva, prima legítima, filhas de Joaquim Nunes da Silva e Josefa Pereira da Silva.

Filhos com uma filha de uma moradora

1º Filho: Caetano de Souza Valões – Nascimento: 1855

2ª Filha: Aureliana de Souza Valões – Nascimento: 1857

3º Filho: Pedro de Souza Valões – Nascimento: 1859

Filhos com Dária Perpétua da Silva

4º Filho: Alexandre Pereira de Valões,

  • Dele descendem os Valões de Alagoas, nascido na Fazenda Serrotinho, em Belmonte. Faleceu em 14/03/1930 com 73 anos de idade, em Belmonte.
  • Notas: Ao falecer, deixou dois filhos que foram reconhecidos.
  • Primeiro casamento com Francisca Pereira da Silva, filha de Joaquim Pereira da Silva Tintão e Maria José Pereira da Silva.
  • Segundo casamento com Ana Maria dos Santos (Mãe Donana), filha de Francisco Pereira da Silva e Joaquina Maria dos Santos. Ela viúva foi para Alagoas em meados de 1932, após a grande seca da época. Faleceu em 1955 na cidade de Palmeira dos Índios-AL e sepultada no cemitério municipal local.

5º Filho: José Pereira de Valões,

  • Nascido na Fazenda Serrotinho, em Belmonte, faleceu com 51 anos em 1909, Rio Branco, Arco Verde.
  • Viúvo de Ana Pereira da Silva (a mesma faleceu no parto juntamente com a criança recém nascida), casou-se com Maria Emília Valões, filha de Manoel Pereira da Silva (Manoel da Passagem do Meio) e Úrsula Alves de Barros.

6º Filho: Cornélio Pereira de Valões,

  • Nasceu em 1860 na Fazenda Serrotinho, Belmonte.
  • Casado com Jacinta Pereira Tintão (Sintô), filha de Joaquim Pereira da Silva Tintão e Maria José Pereira da Silva.

7º Filho: Antônio Batista Pereira da Silva (Batista Valões),

  • Dele descendem os Valões de Conceição-PB.
  • Nasceu em 1861, na Fazenda Serrotinho, Belmonte.
  • Casado com Josefa Pereira da Silva, sua prima legítima, filha de Joaquim Pereira da Silva Tintão e Maria José Pereira da Silva.

 

Filhos com Maria José Pereira da Silva

8ª Filha: Constância Pereira da Silva,

  • Casada com seu primo de segundo grau Manoel Pereira da Silva (Manoel da Passagem do Meio), segundo casamento dele. Pais dos famosos Né Dadu ou Né Pereira e Sinhô Pereira.

9º Filho: Genésio Pereira Valões, casado com Maria Martiniana de Andrade.

10ª Filha: Gertrudes Pereira da Silva

11º Filho: Fenelon Pereira da Silva

12º Filho: Joaquim Pereira da Silva

Matéria por Sérgio Elias Wanderley

Fontes:

Genealogia da Família Pereira da Ribeira do Pajeú – Juarez pereira Valões

Genealogia Pernambucana

   

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *